“Artista visual, professor de computação gráfica e entusiasta em percussão... Fã de cinema, rock e cerveja!"

E aí, tudo tranquilo? Sou Diego Poncell. Nascido em São Paulo, mas criado no interior de Minas, comendo o melhor pão de queijo, desde os sete anos de idade! rs 😁

Trabalho com artes visuais e ministro aulas e cursos online de computação gráfica 3D. Abaixo eu conto um pouquinho de como foi o meu início nessa área... 

Na infância, vivendo uma vida tranquila de interior, uma das coisas que mais gostava de fazer era desenhar. Aos dez anos, comecei a levar esse hobby mais a sério e passei a praticar constantemente. 🤓 

 

Naquela época eu nem sonhava em ter um computador e a internet ainda estava engatinhando. Então, as minhas únicas referências artísticas eram as revistas de tatuagem que conseguia comprar de vez em quando. 

 

Nessa época, eu também me interessava por eletrônica e tecnologia em geral. Isso me rendeu boas chineladas por sair desmontando os aparelhos eletrônicos de casa! 🤣 

 

Mas apesar desses pequenos atos de vandalismo doméstico, foi muito útil ter adquirido gosto por tecnologia, pois com a influência das revistas de tatuagem e com motorzinhos de "Toca Fitas" a disposição, por volta dos dezesseis anos eu consegui montar uma "máquina de tatuagem" caseira.

 

Para testar a minha mais nova “super criação”, eu tatuei o meu braço, (arte do desodorante “Axe Fusion” 🤷🏻‍♂️) depois saí tatuando amigos e parentes!🤦🏻‍♂️ Hoje, literalmente vejo que aquela maquininha foi uma péssima ideia! 😅

 

Mas o meu gosto por tecnologia também foi positivo, por me despertar o interesse em computadores. Que ficou ainda mais intenso depois que assisti o filme “Matrix”. Pois além da temática futurista, ainda me deixou fascinado com aqueles revolucionários efeitos de computação gráfica! 

 

 

Em 2003, aos dezoito anos, finalmente tive condições de ir comprar o meu sonhado computador! 😃 Mas ele era tão fraco que quando fui pagar, apesar da pouca grana que tinha, ainda sobrou umas moedinhas de troco! Então comprei uns disquetes, (cartão de memória primitivo rs) e uma revista sobre efeitos visuais, que tinha na imagem de capa, o “Gollum” da trilogia “O Senhor dos Anéis”.

 

O último filme, (“O Retorno do Rei”) tinha acabado de sair nos cinemas e assim como “Matrix”, essa trilogia me deixou muito impressionado com os efeitos visuais! Ao ver aquelas criaturas fantásticas tão bem feitas e convincentes, tive certeza absoluta do que queria fazer pelo resto da minha vida... 

 

 

Com a empolgação a mil por agora ter um computador e uma revista sobre efeitos visuais, que vinha com um “CD” com vários programas e tutoriais ensinando a usá-los. Inocentemente pensei que já chegaria em casa e começaria a aprender a fazer aquelas criaturas que tinha visto no cinema. 😂

  

Mas a realidade foi um pouquinho diferente... rs Pois descobri que aqueles programas que vinham com a revista, não passavam de pequenos editores de vídeo que basicamente dava para fazer alterações de cor, brilho e contraste! 🤦‍♂️

  

Apesar disso, a revista foi muito importante, pois a matéria sobre os efeitos visuais da trilogia “O Senhor dos Anéis” era muito bacana! Falava até de um tal de “Maya” que foi usado para fazer aquelas criaturas em "CGI". Aí começou a minha jornada em busca de aprender computação gráfica…

Mas isso eu contarei na segunda parte dessa história... Resumindo, eu estudo artes visuais há vinte e cinco anos, trabalho com computação gráfica a dezesseis e dou aulas de “ZBrush” a doze.

 

Mas apesar de todo esse tempo, eu acredito que estou apenas começando. Porque depois que você descobre até onde vai a toca do coelho, percebe que o céu (não) é o limite e assim como o "Buzz Lightyear", deseja ir “ao infinito... E além!". 😆

Ainda tenho muito o que aprender, mas já tenho um pouquinho a ensinar. Por isso, hoje o meu principal objetivo é compartilhar o máximo de conhecimento que eu adquiri ao longo desses anos, unindo arte, tecnologia e educação, para ajudar a todos, que assim como eu, sonham em viver fazendo o que amam e amam viver fazendo o que sonham... 

Em 2014 tive a satisfação de ver o trabalho do, (na época) meu aluno, Clovis H. Silva, publicado na edição de agosto da revista internacional "3DCreative"! A ilustração é a do alien verde aí na imagem.

Na edição de setembro tive meu trabalho "Espírito da Natureza" publicado nessa prestigiada revista também.

Você pode ver essa ilustração no meu portfólio.

logo_zaulas_2019_01.png